8 de mai de 2011

Moradia, remoção e olimpíadas


Sequência de fotos feitas na antiga Favela do Recreio, na Avenida das Américas, (06.05.2011)
Casa do Seu Carlos.
A prefeitura ofereceu 8 mil reais pelo seu quarto e sala e ele não aceitou.
Hoje sua casa está inviabilizada pelas obras do entorno; as paredes racharam, a luz foi cortada, os mosquitos estão em todos os cantos e a água das obras da prefeitura invadiu a sala. Ele teve que sair de lá e luta na justiça.
Seus vizinhos foram transferidos para 30 km dali, para a Estrada dos Caboclos.
(clique na foto para aumentar)






6 comentários:

Victor Furtado disse...

O Estado como uma empresa construtora rumo ao progresso. Como fica o indivíduo, a sociedade civil diante dessa desleal postura de poder?

Marianna disse...

Cézar, sou jornalista do Observatório de Favelas e estamos tentando entrar em contato com você para uma entrevista. Pode nos mandar seu e-mail? comunicacao@observatoriodefavelas.org.br

Victor Farjalla Pontes disse...

E o núcleo de terras da defensoria pública recebeu uma cala boca militar ! Imagina como vai ficar agora ! Manifestação dia 12 as 10h na Defensoria Pública do RJ

rgzzz disse...

Rapaz, ver essas fotos ainda sob o impacto da leitura da entrevista da Raquel Rolnik na Caros Amigos dá um desânimo na gente...

Dalva V.Baptista disse...

Não só as comunidades estão sofrendo com as desapropriações.Vi,recentemente,uma reportagem sobre um condomínio em Jacarepaguá,que é modelar.Tendo,inclusive,uma estação de tratamento de esgoto, dentre outras ações de preservação do meio ambiente. É de classe média, mas o sonho não é médio, nem pequeno, nem grande, sonho é sonho e deixa de ser quando se realiza.E todos lutam pra isso.Esse condomínio está ameaçado de ir abaixo, juntamente com a crença de que se pode ter alguma coisa nesse país sem ser corrupto.Afinal, somos nós,honrados trabalhadores que ao pagar os impostos, mantemos o país de pé.Todos, independente de classe, devem recorrer a todas as instâncias para verem seus direitos preservados, do contrário,o que nossos filhos terão, no futuro, como exemplo?

André Carvalheira disse...

Passa por cima especulação, olimpíadas e tudo o mais que tem dinheiro e poder... os outros, os de baixo, viram suco!!! Viva o pógresso carioca!