9 de jun de 2012

A crise e a dívida


A crise é o momento em que todos os processos libertários são estancados.
-Agora não, não podemos arriscar, é preciso se controlar, etc.
E nós, que não estamos em crise?
Temos as dívidas. Podemos crescer emprestando, diminuído os juros e aumentando as parcelas. Podemos comprometer os ganhos de uma vida.
Se você tem um dívida é preciso se controlar, não é bom arriscar. O dia de amanhã é o dia de pagar o que se deve.
Crise e dívida são operações muito parecidas.

Nos dois casos há produção demais e consumo de menos.
Nos dois casos é bom não arriscar.

Nenhum comentário: