22 de jul de 2007

José Casado, números e aviões

Na primeira página de O Globo de hoje o jornalista José Casado informa que os recursos federais para o sistema de segurança aérea cairam de R$ 823 milhões em 2001 para uma média R$ 458 milhões por ano.

Algumas considerações sobre esses dados são necessárias.
O jornalista utiliza os dados do site Conta Aberta que por sua vez utiliza os dados da União. Perfeito. Entretanto, os números utilizados por ele são números corrigidos segundo o IGP-DI da FGV. Ou seja, sem a correção, o governo investiu 551 milhões em 2002 e 412 em 2006. Se optássemos por uma correção feita pelo dólar, uma vez que na maior parte dos casos se trata de investimentos em equipamentos importados, em 2002 o investimento foi de 234 milhões de US$ e em 2006 189 milhões de US$.

O que o jornalista não menciona é que na mesma tabela em que ele achou os dados sobre proteção ao vôo ele poderia ter destacado o desenvolvimento em infraestrutura aeroportuária.
Investimentos 2002 (sem correção): 181 milhões
2005 : 501 milhões
2006: 393 milhões

Tráfego aéreo cresce e governo corta verbas da segurança do setor.

Esta é manchete que não condiz com a tabela consultada por Casado.

Nenhum comentário: