28 de mar de 2016

Moro destrói a Lava Jato

É só especulação, mas, por algum motivo, o Moro foi para o tudo ou nada na Lava Jato. 
Depois condução coercitiva de Lula e da ilegalidade das gravações, o juiz começou um processo deliberado para destruir a operação.
A primeira hipótese, claro, é entrar na velocidade do jogo político e não do processo jurídico. Uma velocidade bastante adequada à mídia que para derrubar Dilma não pode parar a narrativa da crise crescente. Todo dia é necessário algo que explicite que o abismo está mais próximo.
A segunda hipótese – que não exclui a primeira - é que a Lava Jato ficou grande demais. Convenhamos, os caras foram fundo. Condenar o Odebrecht a 19 anos... são raríssimos os países que conseguem tal feito.
A Lava Jato ficou maior que o Moro e os próximos a serem ouvidos e se tornarem réus não contribuem para a desestabilização do governo – Aécio e cia.
Em resumo. Ou Dilma cai rápido ou as investigações atingem os amigos.
Com essas duas opções, Moro acelera. Se Dilma cai e Lula é preso, resolvido. Se Dilma não cai, a operação – com suas investidas na ilegalidade - perde toda legitimidade e se dissolve, poupando os amigos.
O rapaz não é louco, se perdesse o controle seria bem melhor.


22 de março

Nenhum comentário: