5 de out de 2007

Larry Clark em Inhotim

Ainda em Inhotim (ver post anterior)


Fiquei muito tocado com as fotos de Larry Clark, diretor dos filmes Ken Park e Kids, feitas 20 anos antes do filme, mas no mesmo universo. A força do filme se dá muito por conta de sua intimidade com esse universo adolescente ligado à sexualidade e às drogas. O filme não acontece por conta de um roteiro ou de uma dispositivo, mas pelo envolvimento mesmo do realizador com aquele ambiente. Com as fotos entendi um pouco da gênese da potência do filme, uma insistência temporal e estética que dá um peso às imagens.


Como diz o Comolli, a questão é saber o que fazer para que haja filme, e não como filmar. Aqui um exemplo.

Um comentário: