24 de jun de 2015

Destruindo a política

PT e PSDB parecem ter encontrado uma zona de conforto.
Transformaram a política em uma briga entre dois grupos com o PMDB ganhando sempre.
Podem estar no poder ou não, o que importa é que atuam como inimigos, justificando seus atos sempre em comparação com o outro.
A tristeza dessa dicotomia pode ser ótima para as eleições. O eleitorado não precisa pensar em nenhuma questão efetiva, apenas dizer para quem torce, com a garantia de que um dos dois leva.
A estratégia desses grupos é matar a política e esvaziar o debate. O espaço público é transformado em disputa partidária, como se uma coisa se confundisse com a outra.
A parte mais patética aparece quando também os militantes, fora de períodos eleitorais, continuam pensando o que faz Dilma, Alckmin ou Aécio na mesma lógica que proíbe o pensamento e a reflexão.
Ao que parece, cada gesto ou comentário que estimula a dicotomia dá força para o “inimigo”. Qualquer defesa cega de Dilma é ótima para o PSDB e vice-versa.


27.02.15

Nenhum comentário: