24 de jun de 2015

Governismo

Que somos um país conservador, que as forças da direita sempre estiveram presentes com um ódio de classe contra Lula e PT, é certo.
Agora, que a esquerda governista tenha abandonado o pensamento, é desesperador.
A estratégia da desqualificação parece ser a única arma.
Ser de esquerda é antes saber que o outro existe, mesmo que esse outro seja tão distante de mim, mesmo que rejeitemos com todas as forças suas opções políticas.
O que fazemos então? Dizemos que todos que estão na rua são fascistas e que devem ser desqualificados. Isso é tão assustador quanto o golpismo das manifestações.
Desqualificar torna-se a única arma porque não há projeto político a ser confrontado. É preciso dar motivos de esquerda para todos irem para a rua, de outra forma, ficamos pautados pela mediocridade de todos os lados.


15.3.15

Nenhum comentário: